Entrevista com Miguel Caires, administrador do Grupo Alberto Oculista ao DIÁRIO de Notícias da Madeira.

Qual o balanço que faz dos 30 anos de existência da vossa empresa?
Naturalmente, um balanço muito positivo. São trinta anos que significam muito trabalho, muito empenho, inovação, uma busca constante pela perfeição, pelo aperfeiçoamento de estratégias e metodologias de trabalho, sempre em busca de um objectivo único: exceder as expectativas dos nossos clientes. Em trinta anos de história muito há por contar. Desde ‘o berço da empresa’, a primeira loja Alberto Oculista, até aos tempos de hoje, muitos foram os desafios que se colocaram. Hoje a Alberto Oculista é uma empresa dos madeirenses, que pretende estar presente na vida das pessoas, que comunica e co-habita, junto delas. É muito mais que uma rede de lojas que fornece produtos e serviços de óptica. É uma empresa com identidade própria e que pretende melhorar a qualidade de vida das pessoas, proporcionar-lhes boas experiências, tornar a comunidade e a sociedade em geral mais feliz.

Loja Figueira da Foz

Em termos actuais, quais são as principais mais-valias da vossa empresa, cuja implantação já ultrapassou as fronteiras da Madeira?
É uma pergunta que se torna difícil de responder em poucas palavras. Poderia descrever tantos exemplos de ferramentas, as quais acreditamos que são mais valias para o cliente Alberto Oculista. Desde a tradição até à inovação, proximidade aos madeirenses, passando por uma cultura empresarial muito própria, pelas pessoas que compõem a equipa de trabalho Alberto Oculista, todos esses factores somados resultam no que hoje se verifica: uma empresa com história, um passado muito bonito, mas acima de tudo uma empresa virada para o futuro, para os próximos 30 anos. Se quisermos cometer a injustiça de priorizar e tentar encontrar algum factor que possa ser considerado a principal mais-valia da Alberto Oculista, penso que teríamos que destacar a relação Paixão/vontade de vencer/família Alberto Oculista.

Acho que estes três factores relacionados entre si constroem grande parte do nosso sucesso. Só com muita paixão por aquilo que fazemos, com uma inigualável vontade de vencer obstáculos e dificuldades e uma união entre toda a equipa (família) Alberto Oculista é possível, nos nossos dias, construir 30 anos de história.

É este o principal factor que leva a Administração a apostar no futuro, continuar a investir e continuar a criar postos de trabalho. Sentimos que temos o dever de homenagear o fundador da empresa, Sr. Alberto Caires, e toda a equipa que ajudou a fazer crescer empresa, continuando esse trabalho.

Em termos de futuro, que projectos e que perspectivas tem a vossa empresa para continuar a crescer no mercado?
A estratégia é sempre a mesma: muito trabalho e competência. Se tivermos que pecar por excesso em alguma coisa, é nestes dois ingredientes. Temos um planeamento estratégico, temos os próximos 10 anos da empresa pensados e delineados. Se me perguntar se temos a certeza de que tudo sairá como desenhado no papel, digo-lhe já que não, pois o mundo muda tanto e tão rapidamente que se torna impossível assegurar tal coisa. No entanto, estamos preparados e concentrados em manter o ritmo de crescimento da nossa empresa. Não será fácil. Basta dizer que entre os três principais players na nossa área de actividade a nível nacional, os dois primeiros são empresas multinacionais muito fortes e em terceiro surge a Alberto Oculista, como maior grupo de óptica português. Contudo, a nossa filosofia e capacidade de trabalho permitiu que passássemos de uma microempresa, com uma loja no Funchal de 10 mt2, em 1984, para uma rede de 34 lojas espalhadas por Madeira, Açores, Algarve e Figueira da Foz e outras três no estrangeiro.”

in "DIÁRIO de Notícias da Madeira"

← Voltar atrás